Buscar
  • betovaro

Pilates na Gestação


A gestação é uma fase mágica na vida de uma mulher, e vem acompanhada de uma série de mudanças em seu corpo, que podem gerar muitas dúvidas quando o assunto é: o que fazer para lidar com estas alterações e aproveitar o melhor desta fase?

O método Pilates tem uma proposta reabilitadora que alia a prática física ao relaxamento mental, buscando a eficiência dos movimentos que, na gestação, promove a saúde da mulher e do bebê.

É um método que estimula o corpo de forma global durante cada exercício, visando o aumento de mobilidade, flexibilidade força e tônus muscular. Porém, muito mais que uma atividade completa, o Pilates é especialmente indicado para mulheres grávidas, principalmente após o terceiro trimestre.

Por ser um método de exercícios de baixo impacto, que não provoca sobrecargas nas articulações, o Pilates é um dos mais indicados na gestação. As séries, criadas especificadamente para as necessidades de cada mulher, são excelentes para fortalecer e tonificar os músculos de todo o corpo, além de ajudar a aumentar a flexibilidade, preparando o corpo da gestante para a chegada do bebê.

Pesquisas têm mostrado que os exercícios físicos podem prevenir diabetes gestacional, pré eclampsia, incontinência urinária, a duração do trabalho de parto e o tempo de recuperação, além de ajudar no alinhamento da postura, evitando dores lombares!

Quanto aos períodos da gestação, é importante ficar atento às mudanças que ocorrem no copo da mulher:

Primeiro trimestre: os sintomas costumam ser intensos, apresentando aumento de peso, das mamas e da vontade de urinar;

Segundo trimestre: A postura da gestante é modificada pelo deslocamento do centro de gravidade do seu corpo para frente, devido ao crescimento da barriga e das mamas, ocasionando no aumento da lordose lombar. Aproximadamente 50% a 75% das mulheres experimentam algum tipo de dor nas costas.

Terceiro trimestre: Os sintomas começam a se intensificar. O deslocamento do centro de gravidade se agrava, e os ligamentos da pelve ficam distendidos, além de poder ocorrer dificuldade para respirar, pela localização do bebê perto das costelas.

A prática de Pilates trás muitos benefícios: ajuda a manter uma boa postura, reduzindo as dores; melhora a qualidade do sono, o que aumenta a energia diária; fortalece os músculos pélvicos, podendo facilitar o parto em si, pois a futura mamãe aprende a controlar a zona pélvica; aumento de resistência física; melhora na respiração (tão essencial para o momento do parto); melhora a circulação sanguínea, e prepara o corpo para uma recuperação pós parto tranquila. Além de todos esses benefícios físicos, melhora o bom humor e traz tranquilidade para aproveitar esta fase, tudo com muita saúde e relaxamento!

Concluindo, o Pilates na gravidez se torna essencial para um bom desenvolvimento da futura mamãe, além de se tornar um ótimo aliado para evitar dores e desconfortos, proporcionando a tranquilidade

#aulasdepilates #gestação #doresepilates #dornascostas #melhorestúdiodepilates #Pilatesbenefícios #vidafeliz #vidasaudável

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo